O incrível desafio de fazer a coisa certa

Amigos leitores,

Este texto tem o incrível desafio de fazer você interagir comigo do início ao fim, para começo de conversa. Vivemos uma era de muitos caminhos, muitas possibilidades, muitas receitas, fórmulas e manuais. Mas de tudo o que está disponível no mercado, nos livros, nas redes sociais, nas ruas, nas instituições de ensino, o maior insumo ainda reside dentro de si mesmo. Como assim? Vamos lá, vamos falar com profundidade.

Hoje você encontra o caminho das pedras para praticamente tudo o que pretende fazer. Você aprender sobre um novo app, basta dar um google e lá está, tutoriais, textos em blogs, especialistas no assunto etc.; você quer aprender a se maquiar, basta digitar na barra de busca do YouTube e em segundos você tem acesso a anos de pesquisa, desenvolvimento em cosméticos resumidos a passos simples ensinados por belas e desenroladas jovens em seus canais sobre make up. Você quer aprender uma receita fitness, mais uma vez você está diante de milhares de opções, de caminhos, dicas, ingredientes, vídeos etc. Hoje temos acesso a tudo para fazermos aquilo que acreditamos que seja o melhor.

Emagrecer, enriquecer, ensinar, aprender, produzir, oferecer, enfim, podemos fazer absolutamente tudo a partir de um click e, em meio a tantos e-mails de especialistas e orientações disponíveis nas redes, ainda nos sentimos perdidos, insatisfeitos, com uma enorme lacuna na alma que nos inquieta a todo instante e nos faz questionar se, afinal de contas, estamos mesmo fazendo a coisa certa. Mas, o que seria a coisa certa? Aí está o ponto! O certo é o conceito daquilo que só você conhece, vive e crê. O estilo de vida certo para seu vizinho pode incluir não acessar internet, não manter relacionamentos sociais e não ter uma TV em casa. E tudo o que ele fizer ou construir dentro desse contexto será certo partindo dos princípios que norteiam a vida que ele decidiu levar.

Mas para saber qual é o seu correto, você precisa se fazer algumas perguntas primeiro:

1. Quem eu sou no mundo?

2. Como quero viver?

3. Quais são os meus sonhos?

4. Quais valores não negocio por absolutamente nenhum dinheiro?

Se eu consigo ter clareza sobre esses questionamentos, o caminho para saber o que preciso fazer de correto dentro do meu estilo e da minha vivência fica mais fácil de ser localizado. As coisas pararam de funcionar no momento que passamos a incorporar hábitos e costumes de pessoas que possuem estilo de vida distinto do nosso. É quando perdemos o que temos de mais precioso: nosso selo de autenticidade, aquilo que valida quem somos, que apresenta ao mundo nossa singularidade, nossa unicidade. Passamos a vestir o que outros vestem, falar o que outros falam, crer no que outros creem. Desse ponto em diante, as coisas passaram a dar errado e o que foi feito para dar certo, fracassou.

Este é um exercício simples, enxergar-se, questionar-se, avaliar-se e revisitar-se todos os dias. É um exercício de consciência, de autoconhecimento, de percepção de si. Quando sei quem eu sou, consigo filtrar melhor o que serve e o que não serve. Observem pessoas mais autênticas e bem-resolvidas não possuem muitos vícios, compulsões de consumo tampouco se endividam com objetos e em busca de realidades que não correspondem ao que verdadeiramente são. A solução do problema é bem mais simples do que pensamos e mais difícil de reconhecer. Por isso, realizamos tantos cursos, formações, certificações, temos graduação, mestrado, doutorado, pós-doutorado e muitos de nós chega ao fim da vida sem ter feito o certo, apesar de tanta energia, recurso, tempo e dinheiro dedicados. O que você está fazendo com sua vida? Você está fazendo a coisa certa?

Vou deixar esta reflexão com vocês porque o maior e mais incrível desafio dos nossos tempos é fazer a coisa certa!

Marcela Brito sou eu: muitas mulheres, muitas facetas, uma só identidade. Alguém com missão, paixão e coragem.

www.facebook.com/SecretariadoIntercultural
br.linkedin.com/in/marcelabrito
www.twitter.com/marcelascbrito
Instagram: @marcelascbrito
Youtube: http://www.youtube.com/marcelasconceicao

 

, ,

Deixe uma resposta