A primeira boa impressão

Amigos leitores,

Se vocês tivessem um minuto para se apresentarem a alguém, destacando o que possuem de melhor, o que vocês falariam para seu interlocutor? Tempooo… tic tac tic tac. Experimentem fazer este exercício. Este sim é um bom desafio, não é mesmo? Quem se conhece o suficiente para saber como se apresentar em um período tão curto? É fácil falarmos sobre outras pessoas, apresentarmos produtos, serviços, falamos inclusive de nosso histórico de vida, mas por alguma estranha razão temos dificuldade em falar sobre nossa essência, aquilo que há de melhor em nós. Provavelmente nos sentimos

mais confortáveis falando sobre outras pessoas (inclusive bem), porém temos limitações em falar sobre nossas capacidades. Por que isso acontece?

Eu penso que cada nova saída de casa, seja para onde for, supermercado, panificadora, trabalho, faculdade ou balada (sim, até balada), deve ser precedida de um preparo específico, como se você tivesse a certeza de que ao sair encontrará alguém muito importante, muito especial. Sabe aquela história de que quando você não se arruma e sai você sempre encontra um conhecido? Pois é, a Lei de Murphy sempre funciona nessas horas e o melhor é sempre estar preparado para algo grandioso. Existem algumas orientações bem simples, básicas e igualmente úteis que podem ajudar vocês a sentir alegria em construir esse ritual diário de encontro consigo e que permite você ficar bem para encontrar outras pessoas e sempre transmitir uma excelente primeira impressão:

1. Acorde cedo: se você conseguir se levantar cedo (cedo mesmo, pelo menos às 6h, para quem mora perto do trabalho), você tem infinitas possibilidades. Desde se exercitar no início da manhã a meditar e fazer algo que goste, como ler ou escrever. Além disso, mais cedo você consegue separar com calma o que precisa levar ao trabalho e repassar a agenda do dia.

2. Alimente-se de maneira balanceada: tudo bem, parece clichê, mas a alimentação faz muita diferença. E acreditem: eu tenho me observado e sei os meus maiores fracos em relação à alimentação. Amo doce e tenho muita vontade de comê-los quando estou ansiosa, quando durmo mal, quando não cumpro minha agenda etc. Ou seja, uma coisa puxa a outra. Quanto mais conseguirmos equilibrar nossa rotina, melhor nos sentimos.

3. Não procrastine: a procrastinação é um dos piores males da nossa era. Portanto, evite ao máximo deixar para amanhã aquilo que você efetivamente pode, de maneira tranquila, realizar hoje. Aprenda a gerir seu tempo com cautela, responsabilidade e de maneira justa, dando atenção às pessoas que você ama e reservando, SIM, um tempo especial para você se cuidar. É bom cumprir as coisas ao seu próprio tempo.

4. Durma cedo: programar a vida para dormir mais cedo faz toda a diferença. O sono restaura nossa energia, equilibra nossa saúde e ajuda nosso organismo a funcionar muito melhor. Se no dia seguinte você vai precisar de concentração, serenidade e plenitude, invista seu tempo para se organizar e ir para a caminha mais cedo. Você vai sentir o quanto vai fazer diferença para você no dia seguinte.

5. Leia sempre: tenha sempre na bolsa ou em seus gadgets um livro, para que nos momentos de intervalo ou trânsito, você consiga se abastecer de conhecimento, vocabulário, ideias, opiniões, perspectivas diversas. Isto certamente lhe dará condições de interagir com qualquer pessoa em qualquer ambiente e se fazer interessante e agradável. A leitura é simples, não custa nada e enriquece nossa alma.

6. Por fim, selecione sua rede: infelizmente não são todas as pessoas que deverão ter o privilégio de compartilhar de sua nobre presença. Isso mesmo: você precisa saber quais pessoas colaboram para que você alcance seus objetivos, quais o motivam, quais o enriquecem pelo conhecimento e quais impulsionam você a ser uma pessoa melhor. São essas pessoas que deverão estar com você em sua caminhada. Meu marido e eu não somos pessoas de muitos amigos. Minha rede é até extensa, mas poucos tem acesso íntimo à minha vida, porque essas devem ser pessoas convidadas por nós.

7. Cuide de sua imagem física: cuidar da imagem e da aparência é tão importante quanto cuidar do conteúdo, uma vez que somos seres que avaliam a estética e admiram o belo. Quem não gosta de ter um encontro com uma pessoa cheirosa, bem cuidada, em certa medida vaidosa e que se preocupa em estar bem apresentável? Desde tomar banho cedo (sim, eu insisto neste ponto porque o banho matutino é milagroso, faz seu cérebro e seu corpo despertarem para o novo, se abrirem para as experiências do dia que começa) até a usar um perfume para cada ocasião e, em especial as mulheres, destacarem seus traços por meio de uma maquiagem leve. Ou não, depende do gosto de cada um. O importante é cumprir o ritual de beleza, higiene e bem-estar que estimula qualquer pessoa a ter confiança no dia e nos compromissos que vão acontecer.

Conduzir uma vida com regras e normas que protejam você, sua sanidade física e mental, que lembre você da importância de sua passagem por este mundo, contribui para que sempre que você saia de sua casa, as pessoas enxerguem em você uma luz, algo mais forte, uma energia do bem, que as atrai e que as faz se sentirem com vontade de estarem sempre ao seu lado. Esse é o maior indicativo de uma primeira boa impressão: não são fatores isolados, é o conjunto da obra. Pense nessas orientações e tente incorporá-las, pouco a pouco, à sua rotina.

30/365

Marcela Brito sou eu: muitas mulheres, muitas facetas, uma só identidade. Alguém com missão, paixão e coragem.

www.facebook.com/SecretariadoIntercultural
br.linkedin.com/in/marcelabrito
www.twitter.com/marcelascbrito
Instagram: @marcelascbrito
Youtube: http://www.youtube.com/marcelasconceicao
Instagram: @marcelascbrito
Youtube: http://www.youtube.com/marcelasconceicao

, ,

2 comentário pra A primeira boa impressão

  1. Silvana Kelly fevereiro 1, 2018 at 1:07 pm #

    Olá Marcela,

    Você utilizou uma frase que tenho falado para mim diariamente, “sanidade física e mental”. Tenho procurado cuidar delas ao máximo, de modo geral, tenho procurado ser minha prioridade, estar bem comigo mesma, independentemente das circunstâncias. Isto certamente se refletirá na minha relação com as pessoas e na impressão que elas terão a meu respeito.
    Belíssimo texto!

    Abraços,

  2. Karen fevereiro 1, 2018 at 3:27 pm #

    Oi Marcela! Também concordo coma Silvana Kelly. Essa frase, tem por obrigação, me acompanhar! Não podemos deixar coisas, pessoas, situações tirar nossa paz interior!
    O primeiro livro que li este ano foi ” 12 dias para atualizar sua vida” do Tiago Brunet. MARAVILHOSO!

Deixe uma resposta