Por que decidi escrever um texto por dia?

Amigos leitores,

Este texto começa com o play de um diálogo que tive há uns três meses com o marido em um de nossos bate-papos virtuais, geralmente quando ele me fala sobre alguém ou algo que eu ainda não conheço ou, poucas vezes, quando euzinha tenho o prazer de apresentar a ele algo novo (é mais raro, mas também acontece, porque ele é muito safo e é difícil de acompanhar a bagagem dele):

– Amor, você conhece Tonny Robbins? (marido)

– Sim, é uma das maiores referências no coaching mundial. (eu)

– E a Marie Forleo? (marido)

(antes que eu respondesse – geralmente quando não conheço eu dou um google na coisa ou pessoa e… pah! – procurei e encontrei essa outra referência de marketing, comunicação e…escritora)

 

 

 

 

 

 

 

E assim me apaixonei por uma profissional estadunidense belíssima, simpática, inteligente, espirituosa, sorridente e muito, estrondosamente carismática. Marie Forleo (https://www.marieforleo.com/). O primeiro vídeo que assisti no Marie TV, disponível em seu canal no YouTube, foi exatamente sua entrevista com o Tonny Robbins, o papa do coaching. Fantástico, ela é super espontânea, querida, fofa (sim, extremamente carinhosa) e sim, eu me vi retratada ali e já pensando no Mah TV (tsc tsc). Enfim, brincadeiras a parte, a questão é que desde então tenho recebido e devorado alguns de seus conteúdos e ela se tornou uma grande inspiração para mim, especialmente no direcionamento de conteúdo para meios audiovisuais.

Em meados de novembro assisti ao episódio no qual ela entrevista Seth Godin (http://www.sethgodin.com/sg/). Para quem não conhece, ele é autor de livros sobre negócios e já foi fundador de uma empresa de marketing online que foi vendida para o Yahoo!. Enfim, uma das melhores entrevistas que já assisti na vida (disponível em https://www.youtube.com/watch?v=AtfvZ_KOiZY). Seth é muito sensível e tem um olhar extremamente simples sobre relacionamentos, produção de conteúdo e como conectar essas duas coisinhas (obviamente isso tudo ferveu dentro do meu lindo ser) e eu me peguei querendo muito fazer algo significativo neste ano e como já mencionei em textos anteriores, não sou muito de resoluções, mas defini que faria algo que fosse bom e fizesse sentido para outras pessoas.

Lá pelo meio do vídeo, Seth revela à Marie que desde que criou seu blog, ele escreve D I A R I A M E N T E. Neste dia marido apareceu na sala, passando da meia-noite, e eu perguntei: amor, você sabia que Seth Godin escreve diariamente em seu blog?. Ele me olhou, candidamente, inclinou a cabeça e entortou os lábios com os olhos abertos… numa clara demonstração de quem gostaria de me dizer: pois é, isso é totalmente possível. Calei-me e voltei ao vídeo. Pronto, desde este dia eu decidi que se tem algo em que eu quero ficar ainda melhor é nos textos e em tocar e transformar a vida das pessoas. Se alguém já faz é totalmente possível. Além disso, eu precisava de algo que melhorasse meu nível de disciplina com meus compromissos. Nos últimos três anos tenho estado profundamente ocupada, mas me sentia improdutiva (não fui de fato, mas me sentia, e isto é terrível).

A questão é que ficamos ainda melhores quando praticamos algo constantemente. Meu livro de cabeceira neste início de janeiro é “Por que fazemos o que fazemos?” do filósofo brasileiro Mário Sérgio Cortella. Como tudo se conecta e se encaixa, não é mesmo? No livro, o autor fala sobre rotina e monotonia e derruba o mito de que a rotina nos traz a temida monotonia. Não, meu povo! A rotina é importante, ela organiza, ela sistematiza, ela nos educa. O que não pode é a rotina se tornar automatizada, ou seja, quando nossa rotina deixa de nos apresentar desafios, sentimos tédio, passamos a fazer as coisas em modo “piloto automático” e, então, vem a monotonia e achamos tudo muito chato, ruim, maçante.

Este desafio que me dei para 2018 eu pretendo manter para toda a vida. Escrever diariamente tem me trazido lindas surpresas diárias, com mensagens carinhosas, profissionais e estudantes de várias áreas pedindo auxílio, opinião, orientação ou simplesmente querendo um tempo para conversar e ser ouvido com atenção. Além disso, eu mesma tenho me reconhecido (e mais uma vez citando Cortella, o re-conhecer é quando nos conhecemos novamente, ou seja, quando fazemos algo no qual nos vemos projetados). Por isso é tão importante tomarmos consciência de nosso lugar e de nossa posição no mundo. Saber nosso papel neste plano implica em ganharmos tempo e valorizarmos cada dia na presença daqueles que nos acompanham em nossa trajetória.

Minha proposta é realmente contribuir para enriquecer com humor, reflexões, alegria e, também, conhecimento, o dia de vocês. E este exercício te me feito muito bem, tem me ajudado a ter menos ansiedade, a ter mais disciplina, mais organização e mais vontade de aprender com várias pessoas e diversos temas para poder abordar aqui no blog e, aos poucos, gerar uma cultura de leitura gostosa, descompromissada e atrativa para pessoas de todas as idades.

Escrever é sempre uma forma poderosa de extrair dores, pensamentos, sonhos e manifestar ainda amor, gratidão, solidariedade e nos mantermos a par dos acontecimentos, já que para escrever, precisamos ler, receber conteúdo e conhecimento, questioná-lo, apurá-lo, criticá-lo e publicar aquilo que condiz com a verdade (sempre!!). Fiquem agora com o resto do dia bem gostoso, tranquilo e que tal uma última reflexão: tem algo que você goste tanto de fazer, que você toparia fazer diariamente? Deixe-me saber sua resposta, vou adorar trocar ideias sobre suas paixões com você!!

11/365

Marcela Brito sou eu: muitas mulheres, muitas facetas, uma só identidade. Alguém com missão, paixão e coragem.

www.facebook.com/SecretariadoIntercultural
br.linkedin.com/in/marcelabrito
www.twitter.com/marcelascbrito
Instagram: @marcelascbrito
Youtube: http://www.youtube.com/marcelasconceicao

4 comentário pra Por que decidi escrever um texto por dia?

  1. SIMARA RODRIGUES janeiro 11, 2018 at 8:34 pm #

    Marcela Querida, leio seu blog diariamente, embora nem sempre registre uma mensagem. Hoje, em especial, fiquei apaixonada e grata pelo post. Não conhecia Marie Forleo e logo fui buscar informações. Amor à primeira vista e já está na minha lista de pessoa que quero conhecer e me inspirar. Muito obrigada por compartilhar seus conhecimentos e suas percepções. É maravilhoso estar cercada por pessoas que contribuem para um mundo melhor. Super abraço

  2. Jefferson Sampaio janeiro 11, 2018 at 9:45 pm #

    Marcela, minha amiga.

    Assim como Simara, sempre leio seus textos, mesmo não registrando comentários.

    Fico tão feliz por essa nova fase de sua vida, afinal ela tem nos presenteado com um texto por dia e assim conhecemos um pouquinho mais de você, que tanto nos inspira.

    Fico feliz de ser amigo de minha inspiração. Conte sempre comigo.

    Abraços fraternos,

  3. Silvana Kelly janeiro 12, 2018 at 1:15 pm #

    Olá Marcela,

    Tenho acompanhado você diariamente, tanto é, que antes de começar minhas atividades diárias venho aqui para ver se você já escreveu, seus textos são inspiradores. Assim como você comentou de Marie Forleu (que eu já conhecia, rsrs) também tenho comentado sobre seu trabalho para os meus amigos e alunos, não tem como não falar de você. Continue assim, inspirando nossas vidas.

    Abraços,

  4. Fabiana Thompson janeiro 12, 2018 at 2:41 pm #

    Super apoio o Mah TV!!!! 😜

Deixe uma resposta