Além do horizonte existem desafios

Amigos leitores,

Em continuidade à discussão que iniciei no texto anterior, o que imaginamos que vem depois de uma conquista suada, deseja e planejada? Onde é o seu horizonte ou nem o céu é o limite para você? Você sabe plenamente o que deseja atingir como objetivos de vida? Se sim, vai ter que desevolver suas próprias vias para chegar aonde precisa.

Se não sabe o que quer, vai gastar um bom tempo da vida aceitando qualquer coisa que vier.

No meu primeiro emprego, em 2007, eu ainda estava no terceiro ano da faculdade e passados alguns meses eu comecei a sentir um forte incômodo, como se não me reconhecesse naquelas funções, naquele ambiente, fazendo aquelas coisas. Então, me perguntei uma vez (em pensamento mesmo): é isso que vou ter que fazer o resto da vida? Quando me fiz esta pergunta, me deu um enorme desespero e uma inquietação que só foi aliviada por um e-mail que recebi em meados de 2009, de uma querida amiga, que fora minha veterana na universidade.

Ela estava sendo transferida para outro estado pela instituição financeira onde trabalhava e precisava auxiliar na busca de profissionais para a vaga que ela ocupava. Quando entrei no ambiente do banco, com toda a limpeza, o bom cheiro, as pessoas e o mobiliário, me senti como a peça do quebra-cabeça que faltava para completar a bela ilustração. Sabe quando você se sente parte do ambiente? Sim, eu me senti assim. E lembrei que eu estudava, fiz tantos contatos, construí relacionamentos, escrevia no blog, exatamente para merecer estar em um lugar que se aproximasse daquilo que estudava nos livros.

Mas não é fácil chegar e tampouco se manter em um ambiente desses. Nesta profissão você precisa jogar uma fase por dia. O sucesso do dia anterior não garante sua glória no dia seguinte. Sua marca é construída pela constância, pela frequência, pela assiduidade, por todos os pontos positivos possíveis que você puder reafirmar dia após dia. Isso fortalece seu senso de comprometimento com a empresa, com você e com tudo na sua vida. Se você sabe o que precisa fazer para conquistar alguma coisa, sem dúvida, você também desistirá muito dificilmente.

Além do horizonte pode variar para muitas pessoas, porque cada um tem um horizonte. Eu honestamente não sei onde é o meu, porque meu cérebro acredita profundamente que não há limites para quem sonha. Eu me coloquei objetivos no coração para 2018. Quando me refiro a isso, quero dizer que eu creio que este ano acontecerão coisas e eu terei acesso a lugares e pessoas que somente uma mente muito visionária poderia ver. Mas eu vejo e creio! Meu horizonte não é visível a todos e quanto mais eu me aproximo dele, ele vai tomando formas diferentes ao longo do caminho.

Para quem não gosta de desafios, o horizonte será apenas aquela linha (meio imaginária) que vemos ao longe e que muitos acreditam nunca alcançar. Eu sei que podemos muito, muito mais, sempre! O horizonte é algo que você constrói dia após dia, primeiro em sua mente e depois com suas mãos. E você precisa estar preparado para o calor, para o frio, para a chuva, para a seca. Posso dizer que já vivi muitas dessas adversidades e nunca nada me deteve. Não há obstáculos suficiente para impedir aqueles que entendem porque vieram, porque nasceram e porque acordam respirando todos os dias.

Além do horizonte é um lugar para poucos, mas que T O D O S podem conquistar. É desafiador, é gratificante, é de chorar, é de rir, é de fazer história, é de fixar para sempre seu nome e seus feitos na história da humanidade. Quem acredita que nasceu para isso?

Eu nasci!

34/365

Marcela Brito sou eu: muitas mulheres, muitas facetas, uma só identidade. Alguém com missão, paixão e coragem.

www.facebook.com/SecretariadoIntercultural
br.linkedin.com/in/marcelabrito
www.twitter.com/marcelascbrito
Instagram: @marcelascbrito
Youtube: http://www.youtube.com/marcelasconceicao
Instagram: @marcelascbrito
Youtube: http://www.youtube.com/marcelasconceicao

, ,

Deixe uma resposta