Qual é a tua história?

Amigos leitores,

Como boa ouvinte, adoro conhecer as histórias das pessoas, sou apaixonada pelo que está por trás daquilo que nos é transmitido, contado. Sou curiosa pelos bastidores, me encanto pelo trabalho braçal que há por trás de toda obra de arte vista no auge de grandes apresentações. Desde muito novinha, sempre fui fã das aulas de história, talvez por

gostar de saber como as coisas acontecem, talvez por ter gostado de todos os meus professores de história ou, ainda, por simplesmente gostar de um bom bate papo.

Sempre amei contos de suspense, horror e boas histórias de amor. Na infância, as boas lembranças encontram refúgio nas rodas de conversa com minha avó quando ela resolvia abrir a caixa com fotografias antigas de sua ascendência. É importante conhecermos nossas origens para sabermos aonde queremos ir. A história que cada um escreve é preciosa e é única.

Você sabe contar a sua história? O primeiro passo para marcar sua passagem pelo mundo é aceitar quem você é, suas raízes, sua ascendência e seus primeiros passos. Diz o ditado popular que um homem sem memória é um homem sem passado. O passado é a mola propulsora para aquilo que fazemos ou que vamos fazer. E nas situações mais trágicas e inusitadas que alguém poderia viver, o passado pode ser determinantes também para aquilo que decidimos não ser ou não fazer.

A história é feita de erros e acertos, grandes inventos mudaram totalmente o rumo da humanidade por causa da persistência de pessoas que, assim como você em algum momento de sua vida, se sentiram rejeitadas. A rejeição pode ser a maior bênção na vida de alguém. Você vai passar a vida ouvindo de outras pessoas que não é capaz, que determinado sonho é apenas ilusão ou ainda que você não leva jeito para nada.

O que você faz com essas declarações é aquilo que define quem você é. Há contextos que precisam acontecer para nos encher de raiva e, por conseguinte, de vontade de provar o contrário. Às vezes a gente começa um bom confronto não porque gostamos de brigar, mas porque de alguma forma sentimos vontade de contrariar o outro. E nessa contrariedade, acabamos descobrindo que somos muito bons de briga: a briga pelos nossos sonhos.

Então, qual é a tua história? O que contas de novo, o que tens para contar sobre o que viveste até aqui? Tua história te orgulha? São perguntas reflexivas, talvez norteadoras e, para outros, apenas perguntas que podem ser a faísca que faltava para inflamar um coração sonhador. E, então, o que desejas escrever daqui para frente?

Eu adoraria saber, adoraria ver e adoraria ouvir. Cada dia é uma chance de escrever mais uma importante página nesse teu livro da VIDA!

38/365

Marcela Brito sou eu: muitas mulheres, muitas facetas, uma só identidade. Alguém com missão, paixão e coragem.

www.facebook.com/SecretariadoIntercultural
br.linkedin.com/in/marcelabrito
www.twitter.com/marcelascbrito
Instagram: @marcelascbrito
Youtube: http://www.youtube.com/marcelasconceicao
Instagram: @marcelascbrito

, ,

Deixe uma resposta